sexta-feira, 29 de junho de 2012

Banquete na Floresta


Stephanoxis lalandi | Beija-flor-de-topete | Plovercrest | photo Renato Rizzaro



Dia nublado e muito frio, caminhamos pela trilha à beira do Rio das Furnas e um fantástico zumbido em torno de uma Bracaatinga chama atenção: um banquete na Floresta!
Época de poucas flores, o excremento dos pulgões é a salvação para insetos e beija-flores que chegam a montar guarda ao lado de “sua” árvore, enxotando os invasores.
Pulgões sugam a fina casca da árvore e eliminam o xarope doce por um tubinho através da “fumagina”, acumulação de fungos adubada pela excreção dos próprios pulgões. Esse xarope é a seiva açucarada dos vegetais que passa pelo corpo desses insetos, absorvida em maior quantidade do que podem assimilar.

Vaca de formiga
Por um processo de toque, semelhante à ordenha, algumas formigas também obtêm dos pulgões a valiosa substância. Alimento principal de muitas delas, tendem a proteger suas “vacas” tão conscienciosamente como faz qualquer povo pastoril.

Árvore da vida
Quando as flores disponíveis para a coleta de néctar tornam-se raras, entre maio e setembro, o “mel da casca” é a sobrevivência das colméias catarinenses.
De sabor pouco doce, com uma concentração de minerais em média cinco vezes maior do que a do mel comum, este mel produzido a partir da excreção dos pulgões da Bracaatinga (Mimosa scabrella) também é conhecido como wald honig (mel da floresta) pelos alemães.
Pode ser consumido por diabéticos, pois possui baixo teor de açucares; excelente para prevenir gripes; sessenta toneladas deste valioso mel vão para a Europa todos os anos e, mesmo com todas essas vantagens, ainda tem gente derrubando, queimando e transformando floresta em pasto e plantação de pinus.
Um delicioso banquete que poderia durar toda vida.

Fontes  Helmut Sick, Eurico Santos

2 comentários:

Renato Rizzaro disse...

Pyrrhura frontalis: "habita regiões densamente florestadas, áreas alteradas, capoeirões, na vertente atlântica e na região do planalto. Frequenta chácaras e quintais a procura de frutas. Em Urubici foi observado um grupo de 8 tiribas, pousadas no galho da bracaatinga (Mimosa scabrella), alimentando-se da excreção líquida açucarada de coccídeos, que ficam aderidos na casca do vegetal sugando a seiva. Geralmente, os troncos e galhos das árvores ganham um induto de cor preta, face o acúmulo da fumagina, cujos os fungos são sustentados com a excreção dos cocídeos. As aves pousadas nos galhos conseguem sugar as gotas do líquido, que pinga por um tubo capilar, sobressaindo a camada da fumagina. Outras espécies como Leucochloris albicolis, Parula pitiayumi, Tangara peruviana, Stephanophorus diadematus, Tachyphonus coronatus, Saltator similis e Zonotrichia capensis foram observadas alimentando-se dessa excreção (Sick, 1985)".

Obs. Quanto a citação que consta no Sick trata-se de uma observação que fizemos no município de Canoinhas na localidade de Poço Preto atualmente é município de Irineópolis em 12/10/ 1980 (verifiquei nos meus relatórios).

Lenir Alda do Rosário

Renato Rizzaro disse...

Do nosso amigo Marcelo Diniz Vitonino da FURB, vieram dois emails:

"Grande Rizzaro, mais uma grande foto, parabéns. Pra ajudar no texto, os insetos que aparecem (coloração branca na casca da bracatinga) me parecem ser cochonilhas (Superfamília COCCOIDEA, há várias famílias entre elas a Coccidae) e não pulgões que são da familia APHIDIDAE. Entretanto ambos, pulgões e cochonilhas são membros da Ordem Hemiptera."

"Tanto pulgões como cochonilhas espelem a substância açucarada também chamada de Honey Dew - Gota de Mel, pois são sua excretas. O problema ali é que as classificações de famílias é que estão erradas, cochonilhas são Coccoidea e pulgões Aphididae. A parte preta me parece ser a fumagina - fungo negro do gênero Capnodium spp., não parasita (não ataca a árvore diretamente, mas quando sobre suas folhas por exemplo, causa a diminuição da área fotossintética pelo recobrimento que faz no limbo folhar) que se desenvolve sobre o Honey Dew. A parte branca parece sim ser cochonilhas. Tentei aumentar a foto mas distorceu muito. É possível que o SICK usasse como nome popular Pulgão para qualquer destes insetos que apresentam a simbiose com as formigas e a fumagina. Beleza?"