segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Roda de Passarinho em Nova Nazaré, Aldeia Xavante e Cocalinho, MT


Mais de 2.000km até Nova Nazaré

Em nossa expedição à Amazônia, em 2012, passamos pelo Roncador e Nova Xavantina, onde conhecemos Cocó e sua bela família. Daquela época ficou muita saudade e a vontade de rever nossos amigos. Agora, em agosto de 2018, contactamos o irmão do Cocó, Márcio Rotta, Diretor das Escolas Municipais Indígenas de Nova Nazaré, um pouco além de Xavantina, e retornamos àquela bela terra para realizarmos três Rodas de Passarinho.

Nova Nazaré, ex distrito de Água Boa, possui 48% de área indígena; possui 27 aldeias e 28 escolas indígenas, com uma população de aprox. 3.000 habitantes, 1.900 indígenas. A Aldeia Tritopá é uma das aldeias recentemente emancipadas onde realizamos a segunda Roda de Passarinho.

Tivemos o apoio da Secretaria Municipal de Educação de Nova Nazaré, através de seu Secretário Elson Hideyoshi Kamiguchi, goiano, psicólogo residente na cidade há dez anos, que bancou o diesel para nossa expedição além de estadia, alimentação e a aquisição de fotografias e duas coleções de posters das aves dos biomas brasileiros.






Nossa casinha rodante numa das paradas antes de chegar ao Roncador



Início da misteriosa Serra do Roncador, onde Percy Fawcett sumiu em 1925



Maurinho do Roncador nos preparativos do ritual Xavante



A primeira Roda de Passarinho em Nova Nazaré

Aconteceu no pavilhão da Igreja Matriz com os alunos da Escola Municipal de Nova Nazaré, com a participação da Professora Lucilene Ávila de Oliveira e de nosso querido amigo Márcio Rotta, que nos acompanhou em todas atividades, inclusive conhecer a sua bela cidade.

Márcio é paulista, formou-se em Biologia e está em Mato Grosso há 21 anos onde foi professor por um bom tempo e além de Diretor é um cicerone magnífico! Empolgado, nos levou a conhecer TiZé (José Gonçalves Martins), que mantém às próprias custas o Museu da Casa Amarela onde coleciona peças que nos fizeram visitar um passado nostálgico repleto de vitrolas, TV à bateria, discos de vinil, isqueiros, moedores de café, roda de fiar, roca...

TiZé, como é conhecido, tem uma história interessante: veio de Minas, onde era professor e dava aulas de alfabetização. Em Mato Grosso concluiu o segundo grau formou-se em Pedagogia e aposentou-se.

Clique aqui e assista o video.


A primeira Roda na Escola Municipal de Nova Nazaré. Profa. Lucilene Oliveira, Gabriela e Márcio Rotta.


Aos participantes foi solicitado que desenvolvessem materiais com sementes...












... e todos ganharam uma caderneta de campo.

TiZé, um encontro emocionante com o passado

O querido Márcio Rotta, Diretor das Escolas Municipais Indígenas


A Roda Xavante

No segundo dia fomos à tão aguardada Aldeia Xavante: Tritopá. Muito bem recebidos pelo Cacique Reinaldo Xavante e pelos professores Manuel, Caucília e Moisés, logo passamos a ajeitar uma sombra para realizarmos a Roda de Passarinho.

Tivemos uma comitiva calorosa, primeiro pelos pequenos moradores da aldeia, com sua curiosidade sempre à for da pele e pela Coordenadora das Escolas Indígenas Nilza Rosa Giacomini.

Nilza, formada em Geografia, veio com o movimento das freiras na década de 90 do Rio Grande do Sul e ficou pela cidade onde constituiu família e vive até hoje.

Uma equipe de professores atua na Aldeia Tritopá: Clóvis Ido Butse da Silva, Darci Rudza Ne Pemra Xanvante, Manuel Divino Tsere, Caucília Fidélia da Silva e Moisés José de Oliveira e nos apoiaram em nossa atividade do começo ao fim.

Muitos jovens que participaram desta Roda de Passarinho não sabiam muito bem nossa língua e Darci traduzia para os atentos alunos o que mostrávamos. Também aprendemos alguns nomes de aves, plantas e bichos, assim como dizer muito obrigado: repãré!

Clique aqui e assista o video que produzimos desta Roda.














As flautas presenteadas à Aldeia fizeram sucesso entre os participantes



Professor Manuel participa da Roda






Professor Darci apresenta o trenzinho feito de buriti
"Flecheiros" apresentam material seguindo a tradição Xavante, conforme nos explica Darci
Helicóptero feito de fibras vegetais a partir de visualização in loco na aldeia


Quase toda a comunidade na Tarrafa de Bola: exemplo de cooperação!



Artesanato com as fibras de buriti


Ao final, abraços carinhosos...








Animada partida de futebol onde só mulheres participaram...


















Ao lado do campo oficial a garotada também se divertia com a bola



Fomos convidados a conhecer a Casa onde os Adolescentes passam 4 anos isolados...



...que no ano de 2019 finalizarão o ritual iniciado há 3 anos.

A terceira Roda, em Cocalinho

Nosso querido Márcio Rotta nos levou a conhecer alguns locais mágicos de sua região, como a Gruta Seca e o Fevedouro. No caminho passamos na vila fundada pelo Grupo Roncador que mantém ali uma mineradora, na chamada Vila do Calcário. Lá encontramos algumas professoras e agendamos uma Roda de Passarinho à jato, para o dia seguinte.

Preparavam uma festa para sexta à noite, em comemoração ao dia dos pais, mesmo assim realizamos uma Roda bem bacana, na frente da Escola Municipal Coopercal.

Clique aqui e assista o video que produzimos.


Fervedouro: nascentes em área particular preservada com peixes e água cristalina































quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Guia de Aves da Floresta Atlântica














Com 164 imagens de altíssima qualidade - as mesmas dos posters que você já conhece -, impressas em couchê 300g protegido com laminação UV, formato 22 x 11,5cm fechado - 22 x 55,5cm aberto - lacrados individualmente.

Você também pode revender nosso Guia e nossos Posters, comprando a preço de atacado (acima de 50 Guias).

Esperamos goste deste novo Guia, elaborado com apurada técnica e muito carinho.

Adquira o seu na nossa Loja de Passarinho (CLIQUE AQUI)

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Poster das Aves da Floresta Atlântica Volume 2




2017 é o sétimo ano consecutivo em que os posters das aves brasileiras são lançados. O primeiro da coleção, iniciado em 2005, foi concebido na Reserva Rio das Furnas, em Santa Catarina, e ficou pronto 5 anos após, em 2010.

A partir daquele ano, Renato Rizzaro e Gabriela Giovanka transformaram a antiga Toyota Bandeirante em casa-móvel e sairam em expedição pelos biomas brasileiros e, de cada bioma nasceu um poster: Floresta Atlântica, Pantanal, Amazônia, Pampa, Cerrado e Caatinga.

Agora, o casal apresenta o segundo volume das Aves da Floresta Atlântica, após muitas solicitações por pássaros que não estavam no primeiro. Juntos, os dois posters têm 174 aves, do total de 981 espécies registradas para este bioma.

O segundo volume destaca algumas aves emblemáticas e ameaçadas de extinção, como a Jacutinga, o Gavião-pega-macaco, o Papagaio-charão, o Pavó, o Curió, o Tiê-sangue e as coloridas saíras.

Vítor Piacentini, é o orientador desde o primeiro poster até os roteiros pelos biomas brasileiros e responsável pela revisão científica.

Ciro Albano, Gustavo Magnano, João Quental, Luiz Ribenboim, Sérgio Berkenbrock, Silvia Linhares e Viviane De Luccia cederam fotos de seu acervo para ilustrar e completar a obra.

Gabriela Giovanka também participa com duas belas fotografias, além de fazer a revisão bibliográfica da Coleção.

Adquira o seu na nossa Loja de Passarinho (CLIQUE AQUI)



Detalhe dos beija-flores



Maria-leque-do-sudeste na foto de Luiz Ribenboim e outras fotos de Renato Rizzaro


O poster ficou bem colorido com estas espécies


domingo, 28 de fevereiro de 2016

Poster das Aves da Caatinga (ESGOTADO!)


Adquira agora o
Poster das Aves da Caatinga
e complete a sua coleção!

ESTE POSTER ESTÁ ESGOTADO!!!




Todos os posters têm o mesmo formato: 50 x 70cm, impressos em couchê com laminação fosca



Todos detalhes foram revisados criteriosamente, desde a taxonomia aos recortes


O ornitólogo Vítor Piacentini, desde o primeiro poster da coleção, contribuiu com a revisão científica



As fotos dos convidados especiais estão identificadas com as iniciais de seus autores


Convidados especiais para o Poster das Aves da Caatinga


Belíssimo Beija-flor-vermelho, foto gentilmente cedida por Ciro Albano

Tido-tico-do-são-francesco, na foto de Ciro Albano



Pintassilgo-do-nordeste, também foto de Ciro Albano




Maria-preta-do-nordeste, de Ciro Albano

Soldadinho-do-araripe também pelas lentes de Ciro Albano




Ester Ramirez participa do poster com a foto do Urubu-rei



A Tiriba-de-peito-cinza na foto de Fábio Nunes, da Aquasis



O Tuim na foto de Gabriela Giovanka



Esta foto do Tiê-caburé é de autoria de Jefferson Bob


Gavião-pernilongo também de Jefferson Bob

Choca-do-nordeste, outra foto de Jefferson Bob


Vira-folha-cearense na lente de Jefferson Bob


Golinho, também na foto de Jefferson Bob